Há 30 anos o Instituto de Estudos em Saúde Coletiva iNESCO trabalha para que a Saúde seja igualitária e de qualidade a todos os cidadãos.

Ao longo destes anos, capacita professores, estudantes profissionais e líderes comunitários. Divulga e premia projetos inovadores e boas práticas. Promove o debate e a reflexão para o fortalecimento da Saúde Coletiva.

conheça nossa história

A criação do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva – iNESCO está relacionada com o movimento da Reforma Sanitária Brasileira na década de 1980.

As recomendações da 8ª Conferência Nacional de Saúde (1986) foram incorporadas à nova Constituição Federal de 1988 – a luta pela aprovação dos capítulos da Saúde, artigos 196 ao 200 – às leis orgânicas da saúde em 1990 no estado do Paraná (leis 8080 e 8142) e às leis orgânicas municipais, dando origem ao Sistema Único de Saúde – SUS.

É da mesma época a criação ou reativação dos núcleos congêneres como o NESCON (UFMG), NESP (UNB) e inúmeros outros, geralmente com a sigla NESC, ligados a diversas universidades (UFRN, UFPB, UFPE, UFCE, UFBA, UERJ, UFRJ, UFAL, UFSC, entre outras).

Tais núcleos têm atuado como uma rede no apoio ao desenvolvimento do SUS, frequentemente em colaboração com o Ministério da Saúde, e outras vezes, associado a secretarias estaduais e municipais de saúde, à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), aos Conselhos de Secretários de Saúde Estaduais e Municipais (CONASS e CONASEMS).

O iNESCO foi criado em 30 de novembro de 1987 pelas áreas de Saúde Coletiva das Universidades Estaduais de Londrina, Maringá e Ponta Grossa.

Atualmente, o Instituto é formado por um quadro de associados individuais e institucionais. Porém a filosofia de trabalho, assim como o seu CNPJ, continuam os mesmos. Ou seja, continuidade e mudança para melhor apoiar as iniciativas e projetos do SUS no Paraná.

Os trabalhos do iNESCO são desenvolvidos em quatro linhas principais:

– Preparação de Recursos Humanos (Ensino)
– Prestação de Serviços, geralmente consultorias (Extensão)
– Pesquisa
– Edição de publicações


Diretores e Conselheiros do iNESCO, integrantes da Chapa Arnaldo Bertone, eleitos para a gestão 2014-2017

O NESCO foi de grande importância na preparação de Recursos Humanos para o SUS no Paraná. Foi também muito relevante para o desenvolvimento do SUS no Brasil pela sua participação no Movimento da Reforma Sanitária. O que é menos lembrado é que ele teve papel fundamental no desenvolvimento da pós-graduação em Saúde Coletiva no Estado, em parceria com a UEL.
PROF. DR. LUIZ CORDONI JR.
(Presidente do NESCO 1988-2003)

Recursos captados pelo NESCO possibilitaram a formação e a educação permanente de milhares de profissionais do Paraná, para melhorar a atenção básica, a gestão dos serviços de saúde, o atendimento a urgências e emergências e outros. Também proporcionaram melhora da infraestrutura das universidades estaduais envolvidas e dos cursos de graduação.
PROFA. DRA SELMA MAFFEI DE ANDRADE
(Presidente do NESCO 2004-2013)

Estamos comprometidos com os processos de renovação do NESCO e da sua reconstrução como iNESCO, com o mesmo espírito que presidiu a Assembleia de eleição da nova Diretoria e Conselheiros no dia 25 de maio de 2013. Incorporamos neste breve depoimento as palavras avaliativas expressas naquela ocasião pelos participantes. Ou seja, vamos cumprir nossas tarefas de forma acolhedora, agregadora, com muito compromisso com o SUS e a melhoria da saúde da população. Procuraremos corresponder à expectativa, apoiados na amizade esperançosa de todos e representando uma continuidade com mudanças.
PROF. DR. JOÃO JOSÉ BATISTA DE CAMPOS
(Presidente do iNESCO 2013-2017)

principais projetos

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTU SENSU (MESTRADO/DOUTORADO) EM SAÚDE COLETIVA DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE – CCS/UEL: Com início em 1990, o programa se consolidou, obteve conceito 4 na avaliação trienal da CAPES de 2001-2003 e vem mantendo este conceito desde então. Produziu, até fevereiro de 2013, um total de 129 dissertações e cinco teses, inúmeros trabalhos científicos publicados e apresentados em congressos.

 

PROJETO UNI (PROUNI): Projeto de desenvolvimento em parceria com a academia (CCS/UEL), serviços (secretarias estadual e municipal da saúde) e comunidade (Conselho de Saúde Região Sul – CONSUL). Foi lançado em concurso pela Fundação W.L. Kellogg (FWKK) no início da década de 1990, ao qual poderiam concorrer todas as instituições de ensino superior com cursos nas áreas de saúde da América do Sul. Inscreveram-se 93 instituições das quais foram aprovados 13 projetos. O projeto, cuja elaboração foi coordenada pelo iNESCO para o Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Estadual de Londrina (UEL), foi aprovado e sua implementação, com financiamento e apoio técnico da FWKK, promoveu a mais profunda transformação no ensino, na pesquisa e na relação do CCS com os serviços de saúde e a comunidade.

 

REVISTA ESPAÇO PARA A SAÚDE: Primeira publicação científica em Saúde Coletiva editada on-line no país. Foi publicada pelo iNESCO sob a forma impressa durante dois anos no final da década de 1980 e relançada on-line em dezembro de 1999. Com periodicidade semestral, manteve regularidade de publicação até 2011. Contou com diversos apoios, entre os quais os da OPAS e da Fundação Araucária.

 

PROJETO UNIVERSIDAIDS: Programa de educação para profissionais de saúde e de educação popular promovido pelo Ministério da Saúde, entre 2000 e 2003, para sensibilização e capacitação em HIV/DST/AIDS. Na macrorregião norte do Paraná, o programa teve a coordenação da UEL através do iNESCO. Contou com a parceria dos serviços municipais de saúde e da comunidade.

 

LIVRO “BASES DA SAÚDE COLETIVA”: Editado em 2001, é um livro didático reunindo todo conteúdo básico da Saúde Coletiva, para uso nos cursos de graduação e especialização. De autoria dos docentes do Departamento de Saúde Coletiva do Centro de Ciências da Saúde/ UEL, foi editado pela Editora da UEL, juntamente com a Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (ABRASCO), com o apoio do iNESCO, que obteve financiamento integral junto à Fundação Araucária.

 

PROFAE: Programa de profissionalização dos trabalhadores da área de enfermagem. O iNESCO atuou como Agência Regional do Paraná desde 2001, supervisionando as atividades de formação desses profissionais de saúde (auxiliares e técnicos) no Estado.

 

PROJETO DISTRITO SAUDÁVEL: Implantação do projeto visando transformar o distrito Alto Alegre, município de Colorado (PR), em Distrito Saudável, através do desenvolvimento de subprojetos orientados para a promoção da saúde, em parceria com o Ministério da Saúde/ PNUD.

 

BIBLIOTECA VIRTUAL COMUNITÁRIA: Projeto comunitário pertencente à Associação das Mulheres Batalhadoras do Jardim Franciscato, zona sul de Londrina (PR). Construído e equipado pela FWKK, o prédio abriga diversos projetos, como cursos profissionalizantes para mulheres, atividades de geração de renda, informática, teatro, gravação e edição de imagem. O iNESCO deu apoio administrativo à obra e aos projetos, tendo participado também na implantação da Sala de Situação em Saúde.

 

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS MÉDICOS E ENFERMEIROS E CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE AUXILIARES E TÉCNICOS DE ENFERMAGEM PARA ATENDIMENTO EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS: Entre os anos de 2006 e 2007, proporcionou a capacitação de 556 profissionais de saúde da região norte do estado do Paraná. Desenvolvido com financiamento do Ministério da Saúde, teve a parceria do Polo Regional de Educação Permanente (PREPPS-17), a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico do HU/UEL, a Comissão de Ressuscitação Cardiopulmonar do Hospital Universitário do Norte do Paraná e do CCS/UELM.

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA: Desenvolvido com financiamento do Ministério da Saúde/UNESCO, em parceria com o Polo Regional de Educação Permanente (PREPPS-17), entre 2005 e 2006. Foram formados 35 profissionais de saúde.

 

REDE NACIONAL DE OBSERVATÓRIOS DA GESTÃO PARTICIPATIVA DO SUS – REGEPAR:
O iNESCO participou de pesquisa, juntamente com o Ministério da Saúde, ABRASCO e FIOCRUZ, entre 2004 e 2005, sobre a situação do Controle Social nos três estados da região Sul do país, visando estruturar uma Rede Nacional de Observatórios de Gestão Participativa.

 

PLANO DIRETOR DO OBSERVATÓRIO DE RECURSOS HUMANOS EM SAÚDE DO PARANÁ: Desenvolvido entre 2005 e 2007, o Plano contou com o apoio financeiro da OPAS e foi elaborado em parceria com o Grupo de Pesquisa responsável pelo Observatório de RH do Paraná, o iNESCO, o Polo Regional de Educação Permanente em Saúde e a Rede UNIDA.

 

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO ESTRATÉGICA PARA GESTORES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE: Desenvolvido entre 2004 e 2005 em parceria com a ENSP/FIOCRUZ e financiado pelo Ministério da Saúde.

 

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO E FORTALECIMENTO DA GESTÃO ESTRATÉGICA DO SUS – REGESUS: Desenvolvido de 2007 a 2009, com apoio financeiro da OPAS, tinha como propósito qualificar e fortalecer recursos humanos estratégicos para a gestão do SUS – PR. Estabelecia uma rede colaborativa no estado baseada nos três núcleos regionais do iNESCO, à época, compostos pelas universidades estaduais de Londrina, Maringá e Ponta Grossa.

 

IV FÓRUM NACIONAL SOBRE METODOLOGIAS ATIVAS DE ENSINOAPRENDIZAGEM: Realizado na Universidade Estadual de Londrina, em 2007, com o apoio da Fundação Araucária e da Fundação Kellogg.

 

RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE DA FAMÍLIA (RSMF): Implantado em 2007 na Universidade Estadual de Londrina, por meio do Departamento de Saúde Coletiva, com gestão financeira do iNESCO e apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS).

 

MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE: Realizado de 2008 a 2011, capacitou em nível de pós-graduação stricto sensu 24 profissionais de saúde com atuação em gestão de serviços públicos de saúde. O Ministério de Saúde apoiou financeiramente este curso por meio do Convênio MS 3811/2007.

 

ATUALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA PARA GESTORES LOCAIS DO MUNICÍPIO DE IBIPORÃ: Realizada em 2008, teve apoio financeiro do Ministério da Saúde, através de convênio com o iNESCO (MS/iNESCO 3811/2007).

 

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO HOSPITALAR E DE SERVIÇOS DE SAÚDE: Realizado de 2008 a 2011, capacitou em nível de pós-graduação lato sensu 28 profissionais de saúde com atuação em gestão de serviços públicos de saúde (Convênio MS 3811/2007).

 

I CONGRESSO PARANAENSE DE SAÚDE PÚBLICA: Realizado em 2000, em Londrina (PR), em conjunto com a 1ª Mostra Estadual de Saúde da Família, com apoio financeiro da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná.

 

II CONGRESSO PARANAENSE DE SAÚDE PÚBLICA: Realizado em 2014, em Curitiba (PR), em conjunto com a 1a Mostra Paranaense dos Projetos de Pesquisa apoiados pelo PPSUS.

 

III CONGRESSO PARANAENSE DE SAÚDE PÚBLICA: Realizado em 2016, em Matinhos (PR), em conjunto com a 2a Mostra Paranaense dos Projetos de Pesquisa apoiados pelo PPSUS e 1º Prêmio INOVA SAÚDE PARANÁ.


3a Mostra Paranaense dos Projetos de Pesquisa apoiados pelo PPSUS e 2º Prêmio INOVA SAÚDE PARANÁ
. Realizado em 2017, em Curitiba (PR).