Revista Espaço para Saúde

Home » Cursos
Chamada Pública Apresentação Submissão Nºs Anteriores
Chamada Pública
Chamada Pública
ESPAÇO PARA A SAÚDE – REVISTA DE SAÚDE PÚBLICA DO PARANÁ (REpS-SP)

CHAMADA PÚBLICA No 4

O Instituto de Estudos em Saúde Coletiva/INESCO e a Secretaria de Saúde do Paraná/ SESA, por meio da Escola de Saúde Pública – Centro Formador de Recursos Humanos (ESPP-CFRH) convidam gestores e profissionais de saúde, professores, pesquisadores e alunos dos cursos (graduação e pós-graduação) da área da saúde, trabalhadores e usuários do SUS que contribuem para o desenvolvimento das políticas, programas e ações de saúde e de educação, a participarem do Volume 18, nº 2, da REpS-SP, que será publicado em dezembro de 2017.

A Revista Espaço para a Saúde (REpS) existe há 28 anos, tendo sido criada por ex-dirigentes da SESA e por professores universitários em 1989. Nos últimos três anos passou a contar com o apoio da Secretaria e, a partir de 2016 passou a ser uma coedição do INESCO e da SESA, assumindo a condição de ser “a revista de saúde pública” do estado (REpS-SP).

O escopo da revista, recentemente atualizado, é divulgar estudos, pesquisas e reflexões que contribuam para o debate, a produção e a disseminação de conhecimentos nos campos da saúde coletiva e da saúde pública, inclusive nas áreas de ensino, de gestão do trabalho e da educação continuada e permanente na saúde. Está indexada nas bases LILACS e LATINDEX e conta com a seguinte classificação QUALIS/CAPES/2014: B2 na Psicologia; B3 nas Áreas de Enfermagem e Interdisciplinar; B4 nas Áreas de Saúde Coletiva e Odontologia; B5 nas Áreas de Medicina, Ensino em Saúde, Ciências Ambientais e Farmácia.

A revista divulga artigos originais, produtos de pesquisas empíricas, de revisões, atualizações e relatos de experiência. A partir de 2017 passará a contar com uma seção de “Cartas ao Editor”, uma de “Resenhas de Livros” e outra de “Notas & Informações” sobre acontecimentos da área. Orientações sobre o preparo e o envio dos manuscritos, processo de julgamento pelo corpo editorial e outros detalhes estão disponíveis nas páginas precedentes e no http://www.inesco.org.br/revista.asp, na aba “submissão”.

A submissão para esta chamada estará aberta no período de 1 a 31 de agosto de 2017, no endereço http://www.inesco.org.br/revista.asp, na aba “submissão”.

Participe! Vamos fortalecer a saúde também por meio da produção científica, da inovação e do desenvolvimento tecnológico. Esses processos já acontecem, mas podem e precisam ser dinamizados e mais compartilhados entre agentes e instituições do meio universitário, do sistema e dos serviços de saúde e dos movimentos sociais que atuam na área.

    Londrina, 10 de dezembro de 2016.



João José Batista de Campos
Presidente do INESCO e do Conselho Editorial

Ana Lucia Fonseca
Diretora da ESPP-CFRH/SESA .


Apresentação
Apresentação

A Espaço para a Saúde - Revista de Saúde Pública do Paraná, criada em 1989, é uma publicação do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva - iNESCO que, em parceria com a Escola de Saúde Pública do Paraná e com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, tem como objetivo divulgar estudos, pesquisas e reflexões que contribuam para o debate, a produção e disseminação de conhecimentos nos campos da saúde coletiva e da saúde pública, inclusive nas áreas de ensino, de gestão do trabalho e da educação continuada e permanente na saúde.​

Revista de comunicação científica, visa a disseminação de informações especializadas entre os pares, com o intuito de tornar conhecidos, na comunidade científica, os avanços obtidos (resultados de pesquisas, revisões, relatos de experiência, etc) nas áreas de saúde pública, saúde coletiva e ensino em saúde. E não faz restrição a nenhuma abordagem metodológica, desde que contemple os princípios da Ética e da boa prática científica.

Seu público-alvo é constituído por professores, pesquisadores e alunos, especialmente de pós-graduação, da área de saúde e também por servidores e dirigentes dos serviços de saúde que trabalham no Sistema Único de Saúde. A tiragem impressa da Revista é distribuída prioritariamente entre associados individuais e institucionais do INESCO, entre professores e dirigentes dos cursos universitários e dos serviços de saúde existentes no Paraná. A versão eletrônica é disponibilizada em acesso aberto. ​


                             

​A Espaço para a Saúde - Revista de Saúde Pública do Paraná conta com o apoio do Governo do Paraná, por meio do Convênio 007/2016, assinado entre o INESCO e a Secretaria de Estado da Saúde​ (SESA).

Professor João Campos
Diretor-presidente
.


Diretrizes para Autores
Diretrizes para Autores
Download das Instruções                                     Submissão

    

Instruções aos autores para preparação
e submissão de artigos

A Espaço para a Saúde - Revista de Saúde Pública do Paraná, criada em 1989, é uma publicação do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva - iNESCO que, em parceria com a Escola de Saúde Pública do Paraná, e com o apoio da Secretaria de Estado de Saúde, tem como objetivo divulgar estudos, pesquisas e reflexões que contribuam para o debate, para a produção e disseminação de conhecimentos nos campos da saúde coletiva e da saúde pública, inclusive das áreas de ensino, formação e de gestão do trabalho e da educação continuada e permanente na saúde. Os manuscritos devem destinar-se exclusivamente à Revista, não sendo admitida a sua apresentação simultânea a outro periódico, exceto resumos ou relatórios preliminares publicados em anais de reuniões científicas. O(s) autor(es) deverá(ão) assinalar a opção referente à Declaração de Responsabilidade e Transferência de Direitos Autorais. Quando a investigação envolver sujeitos humanos, a publicação do artigo na Revista estará condicionada ao cumprimento dos princípios éticos, que deverá ser claramente descrito no último parágrafo da seção Metodologia do artigo, na qual deverá ser registrado o número do processo junto ao Comitê de Ética em Pesquisa. O encaminhamento do manuscrito deverá ser feito de forma eletrônica pelo portal de periódicos da Universidade Estadual de Londrina. Os conceitos emitidos nos manuscritos são de responsabilidade exclusiva dos(s) autor(es), não refletindo obrigatoriamente a opinião da Revista.

CATEGORIAS DE ARTIGOS Além dos artigos originais, os quais têm prioridade, a Espaço para a Saúde - Revista de Saúde Pública do Paraná publica artigos de revisão, relatos de experiência, notas e informações, resenhas de livros e cartas ao editor. Artigos – são contribuições destinadas a divulgar resultados de pesquisa empírica inédita, que possam ser replicados e/ou generalizados. Devem atender aos princípios de objetividade e clareza da questão norteadora. Devem ter no máximo 6.000 palavras e cinco ilustrações (tabelas e/ou figuras, dentre outras). Artigos de revisão – são avaliações críticas e ordenadas da literatura sobre determinado assunto, devendo conter Objetivo (por que a revisão da literatura foi realizada, indicando se ela enfatiza algum fator em especial), Fonte de dados (informar os critérios de seleção de artigos, os métodos de extração e avaliação da qualidade das informações), Síntese dos dados (informar os principais resultados da pesquisa, sejam quantitativos ou qualitativos) e Conclusões (as conclusões e suas aplicações). Deve-se separar os resultados da discussão. Os procedimentos adotados e a delimitação do tema devem estar incluídos. Sua extensão limita-se a 5.000 palavras e quatro elementos visuais. Relatos de experiência – são contribuições que relatam experiências inovadoras em saúde, com potencial de extrapolação e possibilidades de aplicação em outras realidades. Essa modalidade de submissão engloba relatos de projetos aplicativos ou projetos de intervenção, devendo conter Objetivos e as formas para alcançá-los. Devem ter no máximo 5.000 palavras e 4 (quatro) elementos visuais. Notas e informações – são relatos de estudos avaliativos, originais ou notas prévias de pesquisa contendo dados inéditos e relevantes para a saúde pública. A apresentação deve acompanhar as mesmas normas para artigos originais, limitando-se a 2.000 palavras. Cartas ao editor – são comentários, discussões ou críticas a artigos recentes, publicados na Revista, ou relatos de pesquisa originais ou achados científicos significativos. Sua extensão limita-se a 800 palavras. Resenhas de livros – 1.000 palavras.

AUTORIA O número máximo de autores para cada artigo é limitado a cinco. Acima disso haverá necessidade de ser apresentada uma justificativa pormenorizada, que será examinada pelo Editor. O conceito de autoria está baseado na contribuição substancial de cada uma das pessoas listadas como autores, no que se refere sobretudo à concepção e planejamento do projeto de pesquisa, obtenção ou análise e interpretação dos dados, redação e revisão crítica. Não se justifica a inclusão de nome de autores cuja contribuição não se enquadre nos critérios acima, podendo, neste caso, figurar na seção “Agradecimentos”. A indicação dos nomes dos autores deverá vir logo abaixo do título do artigo. Todas as pessoas designadas como autores devem responder pela autoria dos manuscritos e ter participado suficientemente do trabalho para assumir responsabilidade pública pelo seu conteúdo. Para tal, após a aprovação do artigo, deverão encaminhar por e-mail (espacosaude@inesco.org.br) a seguinte Declaração de Autoria e Responsabilidade: "Declaro que participei de forma suficiente na concepção e desenho deste estudo ou da análise e interpretação dos dados assim como da redação deste texto. Revi a versão final do artigo e o aprovei para ser encaminhado a publicação. Declaro também que nem este trabalho e nem outro com conteúdo semelhante de minha autoria foi publicado ou submetido a apreciação de outra revista.” Os autores deverão acrescentar o seu código ORCID no sistema SEER no momento da submissão. Caso os autores não tenham ainda seu ID ORCID recomendamos inscrever-se previamente em www.orcid.org.

PROCESSO DE JULGAMENTO DOS MANUSCRITOS Os critérios de editoração estabelecidos pela Revista visam garantir a qualidade das publicações e o comprometimento como fortalecimento da produção de conhecimento em saúde pública e coletiva em âmbito regional. Para o biênio 2016-2017 será buscada a meta de publicação de 60% de artigos que abordem problemáticas de saúde existentes no Paraná. Os manuscritos submetidos serão inicialmente analisados pela secretaria da revista para verificar a adequação às Instruções para os Autores. Caso haja inadequação, serão devolvidos aos autores sem análise de mérito pelo corpo de revisores. Os artigos submetidos que atendam às “Instruções aos Autores” e que se coadunem com a sua política editorial, são encaminhados ao Corpo Editorial que considerará, junto com o Editor Associado da Área, o mérito científico da contribuição. Aprovados nesta fase, os artigos serão encaminhados a membros do corpo de avaliadores ou consultores ad hoc. Cada artigo é enviado para dois revisores de reconhecida competência na temática abordada. Diante dos pareceres emitidos pelos avaliadores, o editor toma ciência e os analisa em relação ao cumprimento das normas de publicação. Posteriormente, encaminha os pareceres de aceitação de publicação, necessidade de reformulação ou de recusa justificada aos autores. O anonimato é garantido durante todo o processo de julgamento. A decisão sobre aceitação é tomada pelo Editor. Os artigos recusados, mas com possibilidade de reformulação, poderão retornar como novo trabalho, iniciando outro processo de julgamento. Os artigos aceitos sob condição serão encaminhados aos autores para alterações necessárias e normalizações de acordo com o estilo da revista. Caso o número de trabalhos aprovados ultrapasse o número máximo de artigos para uma edição, os artigos excedentes serão publicados em edição posterior.

PREPARO DOS MANUSCRITOS DA FORMATAÇÃO:Os manuscritos deverão ser produzidos em editor de texto compatível com o Microsoft® Word e entregues no formato .doc ou .docx, respeitando a seguinte formatação: a) fonte arial, corpo 12 (doze), espaço 1,5 em todo o texto, incluindo página de rosto, resumos, ilustrações, agradecimentos e referências; b) páginas numeradas no ângulo superior direito a partir da página de identificação; c) margens laterais, superiores e inferiores de 2,5 cm cada.

DA ESTRUTURA: Os manuscritos enviados devem ser redigidos de acordo com a ortografia e a gramática oficiais, e obedecendo à estrutura formal abaixo:
a) Página de rosto – deve conter: - Título do artigo que deve ser centralizado, em caixa baixa, conciso e completo, com, no máximo, 20 palavras. Recomenda-se começar pelo termo que represente o aspecto mais relevante do trabalho, com os demais termos em ordem decrescente de importância; - Versão exata do título para o idioma inglês; - Abaixo do título, centralizado: Nome completo do(s) autor(es), titulação e instituição a que pertence(m); - Nome, endereço, telefone, fax e e-mail do autor responsável para troca de correspondência; - Tipo de auxílio e nome da agência financiadora; - Se baseado em tese ou dissertação de mestrado, o título, ano e instituição onde foi apresentada.
b) Resumos e descritores – devem ser apresentados dois resumos, sendo um em português e outro em inglês (abstract) com, no máximo, 140 (cento e quarenta) palavras, incluindo descritores e palavras-chave nos dois idiomas. Os resumos deverão ser estruturados, sendo que para o artigo original ele deve conter no máximo 140 (cento e quarenta) palavras, iniciando com uma breve introdução, seguida dos objetivos de estudo, os métodos empregados, os principais resultados e conclusões. Abaixo do resumo, devem ser indicados de 3 (três) a 6 (seis) descritores extraídos do vocabulário “Descritores em Ciências da Saúde” (DeCS – disponível em http://www.decs.bvs.br) que fornece os descritores em quatro idiomas português, espanhol, inglês e francês. Há uma categoria desenvolvida no Brasil para cobertura específica dos temas de Saúde Pública e Coletiva. Caso não sejam encontrados descritores para a temática tratada no artigo, deverão ser indicados termos ou expressões de uso conhecido na área. Para as demais categorias de artigo, o formato do resumo deve ser narrativo, com até 140 (cento e quarenta) palavras, destacando o objetivo, os métodos usados para levantamento das fontes de dados, os critérios de seleção dos trabalhos incluídos, os aspectos mais importantes discutidos, as conclusões e suas aplicações.
c) Texto – o texto de estudos experimentais ou observacionais deve conter as seguintes seções, cada uma com seu respectivo subtítulo: Introdução (deve ser breve, definir claramente o problema estudado, destacando sua importância e as lacunas do conhecimento, fornecendo referências estritamente pertinentes), Métodos (deve descrever de forma objetiva e completa os métodos empregados, a população estudada, a fonte de dados e os critérios de seleção), Resultados (deve descrever os resultados encontrados sem incluir interpretações ou comparações e o texto deve complementar e não repetir o que está descrito em tabelas e figuras), Discussão (deve conter comparação dos resultados com a literatura, as limitações da pesquisa e a interpretação dos autores, enfatizando os aspectos novos e importantes do estudo), e Conclusões (relacionar as conclusões com os objetivos do trabalho, evitando assertivas não apoiadas pelos achados e incluindo recomendações, quando pertinentes). O texto de artigos de revisão não obedece a um esquema rígido de seções. Sugere-se uma breve introdução, em que o(s) autor(es) explica(m) qual a importância da revisão para a prática, à luz da literatura, uma síntese dos dados, que deve apresentar todas as informações pertinentes, e uma conclusão, que deve relacionar as ideias principais da revisão com as possíveis aplicações. As demais categorias terão estrutura textual livre, devendo, entretanto, serem observadas as regras de formatação.
d) Tabelas e figuras – as tabelas e figuras deverão ser apresentadas inseridas no texto, tituladas corretamente, numeradas consecutivamente com algarismos arábicos na ordem em que foram citadas no texto e construídas para sua reprodução direta sempre que possível.
e) Agradecimentos – devem ser breves e objetivos, somente a pessoas ou instituições que contribuíram significativamente para o estudo, mas que não tenham preenchido os critérios de autoria, desde que haja permissão expressa dos nomeados. Podem constar agradecimentos a instituições pelo apoio econômico, material e outros.
f) Citações – Citações – identificar as referências no texto por números arábicos sequenciais (iniciando pelo 1) e sobrescritos. Quando se tratar de citação sequencial, separar os números por traço (ex: 1-5); quando intercalados use vírgula (ex: 1,3,7).
g) Referências – As referências devem ser numeradas de forma consecutiva de acordo com a ordem em que forem sendo citadas no texto e normalizadas segundo o estilo Vancouver, disponível no site http://www.nlm.nih.gov/bsd/uniform_requirements.html. Os títulos de periódicos devem ser referidos de forma abreviada, de acordo com o Index Medicus:http://www2.bg.am.poznan.pl/czasopisma/medicus.php?lang=eng. Publicações com até 6 (seis) autores citam-se todos; acima de 6 (seis) autores, citam-se os seis primeiros autores, seguidos da expressão latina “et al”. Não serão aceitas as referências em notas de rodapé ou fim de página.

ENVIO DOS MANUSCRITOS
Só serão aceitos trabalhos enviados que cumpram os seguintes itens:
1) Carta de Sumissão (Cover letter):
2) Original dentro das normas de formatação;
3) Página de rosto com todas as informações solicitadas;
4) Resumo em português e inglês, com palavras-chave e keywords;
5) Texto dentro das normas de estruturação: introdução, métodos, resultados, discussão e conclusões;
6) Tabelas e figuras numeradas por ordem de inserção no texto;
7) Referências no estilo Vancouver, numeradas por ordem de citação;
8) Declaração de Responsabilidade e Transferência de Direitos Autorais.

SOBRE A CARTA DE SUBMISSÃO (COVER LETTER) Deve ser dirigida ao Editor Científico, assinada pelo autor/submetent, e deve ser inserida no espaço destinado a “comentários para editor (ultimo item do primeiro passo). A carta deve conter: a) título completo do manuscrito submetido; b) afirmação de que sua apresentação é exclusiva para a Revista; c) declaração de compromisso em inserir corretamente os metadados do manuscrito; d) declaração que evidencie a principal contribuição científica do manuscrito submetido e sua adequação ao escopo da Revista (porque é pertinente ao público-alvo da Revista). Além disso, se existir, manifestação de interesse e disposição em atuar como revisor de pelo menos um manuscrito em futuras edições da Revista.

ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO O autor poderá acompanhar o fluxo editorial do manuscrito pelo SEER. As decisões sobre o manuscrito serão comunicadas por e-mail e disponibilizadas no SEER. Da mesma forma, o contato com a secretaria da Revista também deverá ser feito sempre pelo SEER.

PROVA DE PRELO A prova de prelo será acessada pelo autor via SEER. Para visualizar a prova do artigo será necessário o programa Adobe Reader ou similar. Para acessar a Prova de Prelo e as Declarações complementares, o autor deverá acessar o link do sistema SEER, utilizando login e senha já cadastrados. As correções e Declarações assinadas deverão ser encaminhadas via SEER no prazo de 72 horas.



Submissão